Ajudando a Abrir Novos Caminhos

É com muita satisfação que a GRECA ASFALTOS informa sua contribuição na conclusão da pavimentação asfáltica de mais um trecho de implantação de uma nova estrada no Brasil, trata-se de um lote de 45 quilômetros da RS-377 entre as cidades de Jóia e Santiago no Estado do Rio Grande do Sul. Esta rodovia, que é de responsabilidade do DAER, tem importância fundamental na ligação entre o norte e noroeste com a região sul do estado. É uma estrada que liga os municípios de Ijuí, Santiago e Alegrete, num trajeto que, depois de todo pavimentado, propiciará uma redução de distância considerável entre estas cidades. Além de mais economia e conforto ao usuário, essa rodovia proporcionará um avanço no desenvolvimento de outras cidades da região, tais como: Jóia, São Francisco do Sul e Manoel Viana. Aliás, as obras de pavimentação do trecho de 40 quilômetros compreendido entre as duas últimas cidades citadas também conta com emulsão asfáltica RR-2C da GRECA ASFALTOS e tem previsão para término em maio de 2006.
Durante os meses de setembro de 2005 a janeiro de 2006 a GRECA ASFALTOS forneceu a emulsão tipo RR-2C para realização de Tratamento Superficial Triplo (TST) em 39 km. O DAER, numa ação inovadora em prol da pesquisa, propiciou a execução de aproximadamente 6 km de aplicação do tratamento com emulsões modificadas por polímero, sendo 3km utilizando como ligante a RR-2C modificada com polímero do tipo SBR e mais 3km usando a RR-2C modificada com SBS. Com essa iniciativa será possível a realização de um acompanhamento in loco do comportamento das três emulsões ao longo da vida útil do pavimento. Toda a execução ficou a cargo da competente Construtora Sultepa S.A. de Porto Alegre.
O TST foi realizado de forma invertida sobre uma base de brita graduada.


O sistema de execução do TST também foi realizado através de caminhões especiais com distribuição simultânea de emulsão e agregados, aumentando a produção e melhorando a qualidade do serviço.

Leia a matéria completa no informativo Fatos&Asfaltos nº6

Texto: Eng. José Antonio Antosczezem Junior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *