ECOFLEXPAVE 3ª Geração

Em agosto de 2001 a GRECA Asfaltos realizou a primeira aplicação de Asfalto-Borracha do Brasil – ECOFLEXPAVE – na BR-116 no estado do Rio Grande do Sul.
Desde então, a linha ECOFLEXPAVE vem sofrendo inovações e melhorias que conduziram às características intrínsecas do produto. O primeiro incremento deu-se pela padronização da granulometria do pó da borracha proveniente dos pneus moídos, utilizado na modificação do asfalto e resultando no já bem difundido ECOFLEXPAVE da GRECA Asfaltos. Foram adotadas análises e padronização especifica que fazem parte dos ensaios de recebimento, além das especificações existentes de cada lote de pó de borracha que chega a nossas fábricas em todo o Brasil para a produção do ECOFLEXPAVE. Posteriormente, houve incrementos nos reatores de produção do produto.


Agora em 2010, a GRECA realiza outra inovação incremental na linha ECOFLEXPAVE, dando origem a 3ª Geração desta família de produtos, designada como ECOFLEXPAVE 3G. O principal benefício nessa inovação em relação à sua versão anterior consiste na operação tanto de usinagem como de compactação às temperaturas mais baixas na utilização do moderno ECOFLEXPAVE, enumerando vários benefícios mediante essa nova tecnologia. Se o ECOFLEXPAVE já possuía forte apelo ecológico em dar destinação nobre aos milhões de pneus inservíveis que comprometiam o meio ambiente, passa agora a ter um caráter duplamente ecológico por permitir a redução na emissão de poluentes na natureza, além da redução no consumo de energia e combustíveis fósseis na sua operação em obras rodoviárias.
Os produtos da linha ECOFLEXPAVE 3G, fruto de pesquisas intensas realizadas nos Centros de Pesquisas, Desenvolvimento e Inovação da GRECA Asfaltos, em suas versões ECOFLEXPAVE B-3G e ECOFLEXPAVE A-3G, possuem em sua composição 15% e 20% de pó de borracha respectivamente, similarmente à versão anterior, porém a usinagem desta nova geração é realizada em temperaturas inferiores às anteriormente utilizadas, sem comprometer as grandezas físicas e volumétricas dos pavimentos construídos com este novo ligante.


O uso do ECOFLEXPAVE 3G permite que a temperatura de usinagem seja reduzida aos mesmos parâmetros utilizados para os cimentos asfálticos tradicionais (CAP 50/70 e CAP 30/45). O processo de mistura com o ECOFLEXPAVE 3G se dá mantendo a temperatura do ECOFLEXPAVE em torno de 170°C – 175°C e realizando a usinagem com os materiais pétreos a temperaturas de aproximadamente 160°C. Lembramos que tradicionalmente as temperaturas usuais utilizadas para Asfalto-Borracha são de 175°C e 180°C para ligante e agregado, respectivamente.
Ao se trabalhar com ECOFLEXPAVE 3G a compactação ideal é obtida ao se atingir o seu grau no concreto betuminoso às temperaturas na ordem de 135°C – 140°C, ao passo que temperatura compactação dita como usual para misturas com Asfalto-Borracha é na ordem de 150°C – 160°C.

Leia a matéria completa no informativo Fatos&Asfaltos nº22

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *