Os Dez Mandamentos do Trânsito

O mundo possui aproximadamente 7,6 bilhões de seres humanos e mais de 1 bilhão de veículos circulando sobre sua superfície. O Vaticano, percebendo o como vivem as pessoas nos dias atuais, lançou as “Diretrizes para o Cuidado Pastoral na Estrada”. Imediatamente resumido em “Os Dez Mandamentos do Trânsito”. Confira:

01 | “Não matar”
Pratique o respeito e a proteção ao próximo nas rodovias, visando sua plena integridade física.

02 | “A estrada deve ser para ti um meio de conexão entre pessoas e não um local com risco de vida”
Nada mais é do que um alerta para que os motoristas respeitem a sinalização e tenham bom senso nos seus trajetos. As ruas e estradas não servem para competição e manobras arriscadas, mas para levar pessoas aos seus destinos em paz.

03 | “Cortesia, sinceridade e prudência te ajudarão a superar os imprevistos”
A desatenção ou imprudência de um motorista não justifica a outra. Nestes casos, o melhor é se distanciar até ter certeza de que todos estão seguros.

04 | “Seja caridoso e ajude o próximo em necessidade, especialmente vítimas de acidentes”
O índice de omissão em caso de acidentes é muito alto. O primeiro passo para ajudar é acionar a Polícia Rodoviária Federal (191), bombeiros (193) e/ou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU (192), de acordo com a necessidade do acidente.

05 | “Carros não devem ser para ti uma expressão de poder e dominação, e uma ocasião para pecar”
Não é pecado ter um carro grande e potente, desde que ele seja usado prudentemente. Excesso de velocidade e ultrapassagens indevidas são responsáveis pelos acidentes mais graves nas rodovias. São também os campeões de infrações.

06 | “Caridosamente convença os jovens e os não tão jovens a não dirigir quando não estiverem em condições de fazê-lo”
Adolescentes ainda não estão preparados para assumir a responsabilidade de dirigir; idosos têm reflexos mais lentos e devem ser orientados quando não tiverem mais condições; sob estímulo de entorpecentes, como o álcool, também, nem pensar!

07 | “Ajude as famílias de vítimas de acidentes”
Morte ou danos irreversíveis causados por acidentes de trânsito são sempre inesperados. Por isso, as famílias das vítimas são as mais atingidas. Elas merecem e precisam de apoio. Quem causou o acidente é responsável por arcar com os prejuízos e prestar amparo aos familiares.

08 | “Una motoristas culpados e suas vítimas, no momento oportuno, para que possam passar pela libertadora experiência do perdão”
Geralmente os acidentes não são causados intencionalmente, mas por distração ou imprudência. Quando culpado e vítima se encontrarem em outra ocasião com uma pessoa neutra intermediando, ambos poderão tirar uma lição.

09 | “Na estrada, proteger os mais vulneráveis”
O maior deve proteger os menores. Ônibus e caminhões estão no topo e os pedestres e ciclistas na base.

10 | “Sinta-se responsável pelos outros”
É o seu papel. Quando existe respeito entre as pessoas, existe consideração e cuidado para não prejudicar o próximo.

Leia a matéria completa no informativo Fatos&Asfaltos nº11

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *